Jair Bolsonaro chama William Bonner de ‘canalha’ e ‘sem vergonha’

Jair Bolsonaro chama William Bonner de "canalha" e "sem vergonha". Foto: Reprodução
Jair Bolsonaro chama William Bonner de "canalha" e "sem vergonha". Foto: Reprodução
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Em conversa com apoiadores em frente ao Palácio do Alvorada na manhã desta quinta-feira (7), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) chamou o jornalista William Bonner, âncora do Jornal Nacional, da Globo, de “sem vergonha”.

De acordo com informações do portal UOL, Bolsonaro afirmou que vai “ter seringa para todo mundo”, mas não foi claro se fazia referência a alguma reportagem exibida pelo telejornal sobre a dificuldade do governo em realizar licitação para adquirir insumos para a vacinação da população contra o novo coronavírus.

“Pessoal da imprensa, sem vergonha, William Bonner, sem vergonha, vai ter seringa para todo mundo. William Bonner, por que seu salário foi reduzido? Porque acabou a teta do governo. Vocês têm que criticar mesmo. Quase R$ 3 bilhões por ano para a imprensa e grande parte para vocês, acabou”, disse Bolsonaro.

Bolsonaro também aproveitou a conversa para fazer ataques de forma geral à imprensa por não concordar com a repercussão da decisão do governo de adiar compras de seringas até que os preços diminuam. “Vocês falam que não comprei seringa agora. Por quê? Porque quando fui comprar, o preço dobrou. Se eu compro, vão falar que eu comprei superfaturado. Não dou essa chance para vocês. Brasil é um dos países que mais produz seringas. Não vai faltar seringas”, disse.

O presidente voltou a atacar Bonner, que na edição de ontem do Jornal Nacional leu na íntegra declarações de Jair Bolsonaro criticando a imprensa. “Agora estão dizendo que vai faltar seringa para outras doenças. São canalhas. Bonner, você é o maior canalha que existe, William Bonner. São canalhas. O tempo todo mentindo”.

Leia mais

© 2021 – 3 2 ZOOM Produtora – Todos os direitos reservados a TV POP