Conjecturas sobre a Fase 2 da Loading

MVP é a nova aposta da Loading para a comunidade e-sports (foto: Reprodução/Loading)
MVP é a nova aposta da Loading para a comunidade e-sports (foto: Reprodução/Loading)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Como um entusiasta da cultura geek e da cultura oriental, ver o nascimento da Loading Entertainment Media em dezembro de 2020 foi um alento após a constante redução do conteúdo dedicado aos jovens nos grandes canais abertos. Apesar dos trancos e barrancos da estreia na TV aberta e das controvérsias do início da operação, o canal demonstrou um crescimento sólido e conseguiu o feito de agradar o seu público-alvo, criando uma comunidade recheada de fãs que fez jus ao slogan “A Casa do Entretenimento”.

Dito isto, desde a semana passada o canal veicula anúncios para a sua chamada “Fase 2”, que seria uma reformulação da programação do canal. É importante notar aqui que a programação acabou nascendo comprometida após a polêmica envolvendo o cancelamento do programa Metagaming e da demissão dos profissionais da editoria de e-sports. Com várias referências a jogos e cheat-codes, os teasers queriam preparar o telespectador para a chegada do programa MVP.

MVP

A principal aposta da nova programação é o MVP – O Melhor do Esport. O novo programa cobrirá o cenário competitivo de jogos digitais, sendo um sucessor espiritual do Metagaming, que teve uma reestruturação prometida pela alta cúpula do canal após a demissão da equipe de jornalismo direcionada ao e-sport.

A atração contará com as três recentes contratações do canal: Ana Paula Cardoso (Ana Xisdê), Isaque Silva (Cabelo Gamer) e Thauê Neves.

O programa será exibido às 22h00 – um horário que acaba sendo um misto de atualizações do dia e um possível “Terceiro Tempo” para transmissões de e-sports que tendem a iniciar mais cedo em dias de semana excepcionais, como é o caso da próxima segunda, onde os programas Funimation TV (que passa a ser às 19h30) e Mais Geek (que passa para 20h40) serão suspensos para a transmissão da penúltima rodada da Liga Brasileira de Free Fire (LBFF).

Estratégia contra o Bom Dia & Cia?

Pela manhã, o Maratoon (programa dedicado a desenhos animados do canal) continuou fixo às 8 da manhã, mas ganhou três horas adicionais de duração, indo até as 13h15. Coincidentemente, este horário abrange a faixa do Bom Dia & Cia, uma das últimas atrações do SBT voltada ao público infantil que resiste no ar e deve perder boa parte do tempo de duração após o anúncio da nova revista matinal Vem Pra Cá. O Multiverso Loading, um dos carros-chefes da programação, sai do almoço e aposta no horário nobre, indo para as 18h00.

Novo horário do Maratoon quer beliscar o público jovem do SBT. (Imagem: Reprodução/Loading)

O plano tem tudo para dar certo – os órfãos dos desenhos matinais do SBT terão um novo lar e isso pode render um ganho na notoriedade da marca, podendo até trazer público para o restante da programação, que continua com o Gameshark (dedicado a videogames e conduzido de forma brilhante pela Bruna Penilhas e sua equipe), dá espaço ao que provavelmente serão dois doramas coreanos, seguindo com o TV Clube Coreia e, logo depois, o Mega Crush (focado no público feminino). Pode não parecer, mas entre o público pré-adolescente, a cultura coreana faz um sucesso absurdo que eu não faço a mínima ideia de como explicar.

Os programas Desafio Gamer (de jogatinas), Direto da Pedreira (sobre Power Rangers) e Algoritmo (dedicado a vídeos do YouTube) não tem um retorno previsto, embora tenha ocorrido uma absorção natural do Desafio Gamer pela própria programação do canal, principalmente pelo primeiro bloco do Maratoon, com Mariana Ayrez e Thais Matsufugi dedicando cerca de 15 minutos em alguns jogos antes do início dos desenhos nos últimos dias, com uma recepção bem positiva. Além disso, os jogos aparecem também em outros programas, como em Antes do Pesadelo (dedicado a filmes de terror). A impressão é que tendo cada programa seu contexto, fica mais fácil entender o jogo no ar.

O público questionou bastante as decisões do canal, associando-o ao SBT, famoso pela programação efêmera controlada diretamente por fax pelos desejos incautos de Silvio Santos. Se você quiser entender um pouco mais, recomendo a leitura desta reportagem do insaciável dono desta bagaça Gabriel de Oliveira, que, ainda em sua estadia na coluna do Léo Dias, explicou tudo o que permeia a mente do dono do Baú.

Indo mais a fundo, é possível até traçar um paralelo na sigla do novo programa (que remete a Most Valuable Player – Jogador Mais Valioso) para uma conotação mais voltada a negócios, o Minimum Viable Product – Produto Mínimo Viável, já que até o canal se posiciona como uma emissora nova e a primeira fase serviu como um grande teste de programação. A Fase 2 promete ser a prova de fogo para ver se a Loading conseguirá decolar o seu faturamento, que ainda não é o seu forte — mesmo já dando trabalho para outras emissoras em audiência.

Uma mudança completa na programação jamais agradará todo mundo – muitas das reclamações nas redes sociais foram de adultos que terão suas rotinas quebradas e que passarão a perder a continuidade das séries e animes que acompanhavam no ar, enquanto outros comemoram a possibilidade de assistir programas que, até então, eram inacessíveis.

A nova programação da Loading começa na próxima segunda, dia 15.

Caio Alexandre é entusiasta de cinema, exibição, animes e cultura pop em geral. Escreve desde 2008 sobre os mais variados assuntos, mas sempre assumiu a preferência pelo cinema e sua tecnologia embarcada. Não dispensa um filme com um balde de pipoca e refrigerante com o boss no fim de semana. No TV Pop, fala sobre tudo que é tendência no universo da cultura pop. Converse com ele pelo Twitter, em @CaioAlexandre, ou envie um e-mail para caio@tvpop.com.br. Leia aqui o histórico do colunista no site.

Leia mais

© 2021 – 3 2 ZOOM Produtora – Todos os direitos reservados a TV POP