Apresentadora da Record chora no ar por vítimas da covid-19; veja o vídeo

Silvye Alves apresenta a edição local do Cidade Alerta em Goiânia (foto: Reprodução/Record)
Silvye Alves apresenta a edição local do Cidade Alerta em Goiânia (foto: Reprodução/Record)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

A jornalista Silvye Alves, que apresenta a edição local do Cidade Alerta, em Goiânia, não conseguiu segurar a emoção e chorou ao vivo no jornal exibido nesta terça-feira (16) pela Record Goiás. Ela mostrava imagens de um rapaz que tocou violino enquanto a mãe, vítima da covid-19, era enterrada no Cemitério de Messianópolis, distrito de Moiporá, no oeste goiano.

“Um filho emocionou muito ao tocar violino enquanto o corpo da mãe era enterrado”, iniciou a apresentadora. “Meu Deus do céu. Pra quem trabalha ali no cemitério, com total respeito à família, ao violinista, ele tá ali completamente compenetrado tocando a última canção. Gente, eu não dou conta de falar isso não, pelo amor de Deus. Não tenho força de jeito nenhum”, desabafou Silvye.

Após a exibição do vídeo, a apresentadora se emocionou e chorou ao vivo. Segundo ela, as pessoas pedem ajuda por UTI aos jornalistas da Record, mas que eles têm condições de conseguir o tratamento para as vítimas do novo coronavírus.

“A imagem é tudo, né. A gente não precisa falar em cima da emoção das pessoas. Mas a gente sabe o quanto tá todo mundo sofrendo nesse momento. Muito difícil. Eu falei que eu não ia dar conta. As pessoas acham que a gente é de ferro, mas a gente não é. Eu não aguento mais ver gente pedindo UTI pra gente. Quem sou eu? Quem é o Oloares [apresentador do Balanço Geral Goiás]?. Quem são os apresentadores? A gente não consegue, gente. Nem dinheiro pra isso a gente tem. Me perdoem a emoção”, disse a jornalista, chorando, muito abalada.

Em seu perfil no Instagram, Silvye disse que achou que não conseguiria terminar o jornal: “Meu coração foi consumido! Hoje achei que não conseguiria terminar o jornal… Uma cena tão forte me derrubou, eu não aguentei… As lágrimas contidas nesse um ano de pandemia foram arrancadas para fora… Dói demais sentir a dor dos outros! Eu sinto muito por todos que se foram e por aqueles que ficaram, sem ao menos poder velar e viver o luto… Que Deus abençoe a todos nós!”.

O vídeo do enterro que emocionou a apresentadora da Record tem circulado nas redes sociais. Nas imagens, o músico Rafael Borges toca violino enquanto o corpo da mãe é enterrado. A melodia da música se mistura ao choro dos familiares de Selma Maria Borges de Oliveira, que morreu de covid-19 aos 46 anos. De acordo com informações do G1 Goiás, o corpo dela foi enterrado na manhã de último domingo (14), com a presença somente dos familiares mais próximos.

Nesta terça, o Brasil bateu um novo recorde com 2.798 mortes pela covid-19 nas últimas 24 horas e totalizou 282.400 óbitos. Os dados são do levantamento do consórcio de veículos de imprensa sobre a situação da pandemia no país.

Assista ao vídeo do momento que Silvye Alves chora pelas vítimas da covid-19 durante o Cidade Alerta Goiás:

 

Leia mais

© 2021 – 3 2 ZOOM Produtora – Todos os direitos reservados a TV POP