Geraldo Luís afirma que quem fura quarentena é assassino e roga praga

Geraldo Luís se revoltou com aglomerações na pandemia de Covid-19 (foto: Reprodução/Redes Sociais)
Geraldo Luís se revoltou com aglomerações na pandemia de Covid-19 (foto: Reprodução/Redes Sociais)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Geraldo Luís se revoltou com uma série de jovens que furaram a quarentena imposta pela prefeitura de São Paulo para participar de um baile funk em Heliópolis, comunidade localizada na zona Sul da cidade. O apresentador da Record usou o seu perfil em uma rede social para chamar os frequentadores do pancadão de “assassinos” e também aproveitou para rogar uma espécie de praga para os adolescentes que apareciam no vídeo publicado pelo jornalista Luiz Bacci, seu colega de trabalho e âncora do Cidade Alerta.

“Covardes! Juventude perdida no corpo e na alma. Assassinos como atiradores. Esse tipo de ser humano ainda não aprendeu pela dor alheia… Deus irá pesar sobre eles”, disparou o comunicador, que perdeu o movimento de sua perna direita por complicações da Covid-19. Ele, vale lembrar, passou 11 dias internado na Unidade de Terapia Intensiva e chegou a ter boa parte de seus pulmões comprometidos pela doença.

O comentário do apresentador de A Noite é Nossa, que permanece afastado da Record por tempo indeterminado, foi feita em uma publicação em que Luiz Bacci denunciava a aglomeração em Heliópolis.

Em seus stories, o jornalista também exibiu printscreen de comentários que debochavam do fato da festinha clandestina ter sido divulgada por ele. “Para de marcar o Bacci, seus coronado fudido. Ele é milionário e tá pouco se fodendo pra vocês”, afirmava um internauta, que teve a identidade preservada pelo âncora do Cidade Alerta.

Geraldo Luís e a luta contra o coronavírus

Após 22 dias de internação, o apresentador da Record recebeu alta hospitalar e teve autorização médica para seguir seu tratamento em casa. No Instagram, ele mostrou o tratamento que tem feito para se recuperar das sequelas do coronavírus, como a fisioterapia para retomar os movimentos da perna direita. “Perdi movimentos da perna direita. Agora só a fisioterapia. Isso é covid”, escreveu ele na legenda da foto em que aparece acompanhado de um médico.

“O poder de viver, voltar a respirar sem oxigênio. A graça de voltar e viver o que vivo. A covid-19 entrou aqui, judiou, deixou sequelas, mas foi embora. Sou mais um milagre dos céus, que a mim concedeu mais um tempo de vida. Só quem teve sabe”, disse ele na legenda de uma foto publicada em seu perfil da rede social.

“Desmamar do oxigênio ainda custa, andar bem e tantas coisas. Mas isso agora é só detalhe… Deus seja louvado. Seguimos. Valorizem o ar, ele é de graça pra todos, todos os dias. Até que esse vírus chegue em você. Aí, só ar de tubo. Bom dia, vida. Eu sobrevivi”, finalizou o apresentador.

Leia mais

© 2021 – 3 2 ZOOM Produtora – Todos os direitos reservados a TV POP