Globo afasta editor-chefe do Hora 1 e promove Roberto Kovalick

Roberto Kovalick derrubou editor-chefe do Hora 1 e ganhou uma promoção na Globo (foto: Reprodução/TV Globo)
Roberto Kovalick derrubou editor-chefe do Hora 1 e ganhou uma promoção na Globo (foto: Reprodução/TV Globo)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

A equipe do Hora 1 foi surpreendida na sexta-feira (9) com a notícia de que Sérgio Henrique Coelho, editor-chefe do matinal desde a sua estreia, havia sido afastado de suas funções pela diretoria da Globo. Ele acabou pagando o pato pelas incontáveis queixas de Roberto Kovalick sobre a estrutura precária do telejornal e, para acalmar os ânimos do apresentador, a emissora decidiu lhe dar uma promoção e a promessa de mais investimentos no matinal. A partir desta segunda-feira (12), ele irá acumular a ancoragem do noticioso com o cargo de editor-chefe.

O clima é de perplexidade nos bastidores do Hora 1. Coelho optou por se despedir da equipe apenas neste domingo (11) e anunciou o seu afastamento pelo grupo de WhatsApp que reúne os profissionais envolvidos no telejornal. Ele foi removido logo em seguida e, poucos minutos depois, Kovalick enviou uma mensagem contando a chegada de grandes novidades no matinal.

TV Pop apurou que a troca não foi bem recebida entre os funcionários que atuam no noticioso que abre a grade de programação diária da rede. Sérgio Henrique Coelho era visto pelos colegas como um modelo e um dos raros casos que conseguiram se adaptar ao horário de trabalho exigido pelo matinal sem dificuldades. Há 19 anos na emissora, ele não foi demitido: a partir de agora, dará expediente na equipe do Globo Rural — uma espécie de fritura aplicada para profissionais que são muito caros para serem demitidos sem justa causa.

Roberto Kovalick, apesar de ser um bom âncora, não está tendo vida fácil na adaptação ao Hora 1. Em 2020, ele chegou a se afastar do telejornal por um período para se submeter a um tratamento médico que melhoraria a sua qualidade de sono e, em fevereiro, protagonizou uma briga com os executivos do Jornalismo em São Paulo dizendo que o seu programa estava sucateado e que ele era forçado a acumular funções para que o projeto conseguisse fluir com o mínimo de condições.

O telejornal, por exemplo, só passou a ter chamadas diárias na programação da madrugada e nas redes sociais da emissora depois que ele mesmo se ofereceu para roteirizar, filmar, editar, inserir no sistema e avisar para os demais setores que o material já está pronto para a exibição — nos outros jornalísticos e programas, há uma equipe apenas para a montagem das chamadas com os destaques do dia.

Depois da discussão com a diretoria, Kovalick chegou a se afastar do comando do Hora 1 por quase três semanas. Ele só aceitou voltar depois que a Globo prometeu valorizar o telejornal e o trabalho do jornalista — e a forma escolhida pelos executivos foi justamente a sua promoção.

Leia mais

© 2021 – 3 2 ZOOM Produtora – Todos os direitos reservados a TV POP