Fiscalização encerra live de cantor sertanejo em Goiânia

Live do cantor sertanejo Felipe Ferraz foi encerrada por fiscalização (foto: Reprodução/Instagram)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Uma live do cantor sertanejo Felipe Ferraz foi encerrada por equipes de fiscalização da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma) e da Guarda Civil (GCM) de Aparecida de Goiânia, na Região Metropolitana de Goiânia, na noite da última sexta-feira (23). Segundo a prefeitura, a operação foi feita porque, além da aglomeração, o local onde era realizada a transmissão não possuía autorização para promover eventos dessa natureza.

Em mensagem por meio de uma rede social, a assessoria de imprensa do cantor informou ao G1 Goiás que, ao contratar o espaço onde aconteceria a live, não foram informados de que lugar estava interditado. O texto também afirma que eles foram vítimas e vão tomar providências em relação ao caso. Também disseram desconhecer sobre as 130 pessoas no lugar, e que a equipe era formada por 45 pessoas e todos usavam máscara.

Depois de receber uma denúncia anônima, os ficais da prefeitura foram até o local e encontraram uma grande estrutura de som e iluminação, além da equipe profissional e convidados do artista da gravadora Sony Music. Segundo a prefeitura, nenhuma das pessoas que estavam no local utilizavam máscara de proteção. Por isso, foram multados em R$ 111 cada um.

Em publicações nas redes sociais, o cantor sertanejo Felipe Ferraz aparece ao lado de algumas pessoas, sem máscara, convidando os seguidores para acompanhar a transmissão ao vivo na internet. Em outra postagem, é possível ver que convidados que acompanhavam o show nos bastidores também estavam sem o acessório de proteção.

A prefeitura de Aparecida de Goiânia informou que a casa de shows onde o evento estava sendo realizado já havia sido interditado há dois meses por descumprir medidas de prevenção durante a crise sanitária. Na cidade, eventos públicos e privados estão proibidos por tempo indeterminado. Por reincidência no descumprimento, o dono do local foi multado em R$ 11,7 mil e o espaço interditado novamente.

 

Leia mais

© 2021 – 3 2 ZOOM Produtora – Todos os direitos reservados a TV POP