Globo manda equipe do Se Joga jogar homenagem para Senna no lixo

Se Joga pirateou imagens de Ayrton Senna na Fórmula 1 e colocou diretoria da Globo em apuros (foto: Reprodução/TV Globo)
Se Joga pirateou imagens de Ayrton Senna na Fórmula 1 e colocou diretoria da Globo em apuros (foto: Reprodução/TV Globo)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

A homenagem que o Se Joga preparou para Ayrton Senna quase virou uma dor de cabeça judicial para a Globo. Os profissionais envolvidos na produção do conteúdo, que será exibido no dia que marca os 27 anos da morte do atleta, não se deram ao trabalho de checar previamente quais imagens poderiam ser utilizadas pela emissora e fizeram todo o material usando trechos das coberturas de corridas da Fórmula 1, que deixou de ser transmitida pela empresa após mais de quatro décadas. Com a não-renovação dos direitos de transmissão, a rede perdeu os direitos de exibição de todo o acervo da mais popular modalidade de automobilismo do mundo.

Os profissionais do entretenimento, porém, não foram avisados do veto ao uso das imagens da Fórmula 1 e fizeram a festa no CEDOC da Globo. A equipe do programa, ainda sem ter a mínima ideia de que estava pirateando o torneio, chegou a preparar uma chamada repleta de imagens de Senna na competição. O setor de programação, por sua vez, também não havia sido pautado antecipadamente sobre a proibição e acabou colocando a chamada no ar durante os intervalos comerciais de programas transmitidos na quinta-feira (29).

Não demorou para que o material fosse parar nas redes sociais, que se chocaram com o uso das imagens do acidente fatal do atleta por cima de um empolgado narrador anunciando o Se Joga. E foi a reação dos internautas que fez com que os outros setores da emissora descobrissem a existência da homenagem para o piloto, já que o programa sequer combinou previamente com o departamento esportivo da rede. A situação chegou no jurídico, que imediatamente ordenou a suspensão daquela chamada e pediu para que a reportagem já produzida fosse para a lata do lixo.

O uso das imagens da Fórmula 1 sem autorização prévia da Liberty Media poderia acabar em um litígio milionário para a emissora em tribunais internacionais. Tão logo aconteceu a descoberta do jurídico, a Globo se apressou para sumir com a controversa chamada do programa de sábado, que só voltou a ser anunciado em um dos intervalos do Big Brother Brasil. As imagens do torneio, porém, foram substituídas por capturas feitas pelo jornalismo, mostrando Senna em momentos descontraídos, caminhando pela praia e fazendo exercícios.

Alertada de que todo o esforço em garimpar imagens históricas de Ayrton Senna foi em vão, os profissionais do Se Joga finalmente se lembraram do esporte da Globo e pediram socorro para o setor. Com o auxílio de editores que trabalham no departamento, a reportagem que já estava pronta passou a ser reeditada e remendada com imagens que não pertençam aos detentores da Fórmula 1.

A emissora, é claro, poderia tentar pedir uma autorização para o uso excepcional das imagens. No entanto, houve o consenso de que uma solução caseira seria mais prática, por mais que a qualidade do material que irá ao ar na tarde de sábado (1º) seja comprometida. Nos próximos dias, por sinal, a Globo deverá enviar um memorando para todas as produções alertando sobre a importância da checagem dos direitos autorais antes de colocar conteúdos no ar.

A seguir, confira a chamada da  programação de sábado que utilizava imagens de Ayrton Senna na Fórmula 1:

Leia mais

© 2021 – 3 2 ZOOM Produtora – Todos os direitos reservados a TV POP