Maju Coutinho é advertida pela Globo por “choro é livre” no Jornal Hoje

Maju Coutinho foi advertida pela cúpula do Jornalismo da Globo (foto: Reprodução/TV Globo)
Maju Coutinho foi advertida pela cúpula do Jornalismo da Globo (foto: Reprodução/TV Globo)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

O comentário de Maju Coutinho em defesa de medidas de isolamento social mais rígidas não foi bem recebido pela Globo e acabou culminando com uma punição para a apresentadora do Jornal Hoje. Os executivos do departamento de Jornalismo da emissora advertiram a jornalista e cobraram mais prudência dela ao fazer comentários ao vivo sem a anuência prévia do editor-chefe do noticiário, e pediram para que ela se desculpasse publicamente por ter utilizado a expressão “o choro é livre” durante o telejornal — o que foi feito na edição desta quinta-feira (18).

TV Pop apurou que a Globo decidiu agir somente depois que o comentário da âncora viralizou nas redes sociais e foi rechaçado por apoiadores de Jair Bolsonaro. Na terça-feira (16), o assunto ainda estava restrito aos profissionais que atuam no Jornal Hoje. Somente na quarta (17), quando a emissora já era alvo de novos ataques de apoiadores do presidente da República, a diretoria de Jornalismo foi convocada para se envolver no caso.

Fontes na cúpula do setor afirmam que Maju Coutinho foi orientada a não se envolver em temas polêmicos sem ter conversado antes com Cláudio Marques, editor-chefe do telejornal. A advertência, neste primeiro momento, foi dada apenas como uma bronca: a apresentadora não sofrerá nenhum tipo de sanção, como uma eventual suspensão da bancada, já que não tem histórico de insubordinação e, tampouco, se envolve em polêmicas de maneira premeditada.

Para os executivos, o comentário da jornalista, apesar de pertinente, serviu apenas para incendiar ainda mais a já desgastada relação do clã Bolsonaro com a Globo (o presidente é um dos principais haters da empresa na atualidade e diz ser perseguido pela companhia) e não havia necessidade da emissora se tornar o centro das atenções em um momento com recordes diários de mortes no país por conta da pandemia de Covid-19.

O “choro é livre” de Maju também voltou a provocar comentários maldosos pelos corredores da sede da emissora em São Paulo. Não foram poucos os colaboradores que reviveram o debate se, de fato, a jornalista estaria pronta para ser âncora solo de um telejornal diário com o peso do Jornal Hoje, e voltaram a se questionar se a diretoria não estaria arrependida de ter a alçado ao posto — internamente, há o rumor de que ela será deslocada para o Fantástico após a pandemia, justamente por ser um programa com mais uso de teleprompter e menos improviso.

A reportagem do TV Pop procurou a Central Globo de Comunicação na noite desta quinta-feira para comentar sobre a advertência dada para Maju Coutinho, mas o departamento não se manifestou até a publicação deste texto. O espaço permanece aberto e a reportagem será atualizada caso a emissora decida enviar um posicionamento.

Leia mais

© 2021 – 3 2 ZOOM Produtora – Todos os direitos reservados a TV POP