Irmã de Agnaldo Timóteo tentou despejar filha adotiva do cantor, revela funcionária

Agnaldo Timóteo no momento em que assina o testamento (foto: Divulgação/Record)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

O programa Domingo Espetacular, da Record, apresenta nesta semana (20) uma reportagem exclusiva sobre Agnaldo Timóteo que mostra os últimos momentos da sua carreira e os desdobramentos do testamento que deixou. O jornalístico revela um vídeo inédito da assinatura do documento em que ele deixa metade dos bens para a filha adotiva, Keyty Evelyn. Na gravação, ele revela os motivos que o levaram a essa decisão que abalou sua família.

O repórter Michael Keller entrevistou pessoas próximas ao cantor, como Maria do Rosário Fernandes, cuidadora da menina; o advogado Sidnei Lobo Pedroso, que tornou-se tutor da filha adotiva; e o sobrinho Timotinho.

Agnaldo Timóteo faleceu no começo de abril e, logo após sua morte, a família passou a contestar o testamento. Principalmente pelo favorecimento da filha, que hoje tem 14 anos, e cuja adoção ainda está em andamento, apesar de a menina morar com o cantor desde pequena. A família alega que o cantor não estaria bem de saúde para assinar o documento.

O Domingo Espetacular teve acesso a um vídeo exclusivo do momento da assinatura do testamento. Na gravação, ele parece feliz, descontraído, e conversa com seu advogado sobre os motivos que o levaram a essa decisão. O artista também fala do processo de adoção: “Eu espero que ela se chame Keyty Evelyn Timóteo”. E completa: “A conheci na porta do meu gabinete quando fui vereador, em São Paulo. Ela é a razão da minha vida”. O diálogo será exibido na íntegra durante a reportagem.

Pela primeira vez, Maria do Rosário Fernandes, funcionária de Agnaldo Timóteo há quase 36 anos e cuidadora de Keyty Evelyn por quase toda a vida da menina, fala com a TV. Ela, que foi trazida nesta semana para São Paulo junto com Keyty, pelo tutor, revela que a irmã de Timóteo, Rutinete, tentou tirá-la da casa em que ambas viviam, no Rio de Janeiro, em uma propriedade avaliada em milhões. “Começou a falar que a Keity tinha que ir pra família, que eu não era nada dela. Eu falei: ‘Mas eu criei até agora essa menina com 14 anos. Linda. Fui eu que criei. Cuidei dela’.”

Segundo Maria do Rosário, Rutinete fez mais uma tentativa para que ela deixasse a casa e ela novamente resistiu novamente: “Eu só saio daqui com a polícia”. O programa também exibirá um vídeo da última gravação em estúdio que Timóteo fez poucos dias antes de morrer, um tributo à Angela Maria.

Leia mais

© 2021 – 3 2 ZOOM Produtora – Todos os direitos reservados a TV POP