GloboNews encarna SBT e adota grade voadora para barrar Record News

Camila Bomfim no Jornal das 10 de 4 de março: noticiário vive crise de audiência (foto: Reprodução/GloboNews)
Camila Bomfim no Jornal das 10 de 4 de março: noticiário vive crise de audiência (foto: Reprodução/GloboNews)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Em pleno mês de aniversário da CNN Brasil, quem virou motivo de dor de cabeça para os executivos da GloboNews foi a Record News. O canal de notícias da Globo virou adepto de um esquema de grade voadora parecido ao adotado pelo SBT em momentos de crise de audiência. Desde o início do mês, a rede tem perdido a liderança entre as redes noticiosas na TV por assinatura no início da madrugada para os melhores momentos do Balanço Geral, e como resultado das derrotas, a programação da faixa horária foi virada do avesso: nem mesmo os apresentadores sabem o que vai ao ar na sequência de seus programas. A histórica reprise do Jornal das 10, no ar há quase 25 anos, corre sério risco de ser cancelada definitivamente.

O Jornal das 10, por sinal, virou o maior problema do canal. O principal noticiário da rede está em queda livre desde fevereiro, mês em que a repórter Camila Bomfim assumiu o noticioso interinamente: sem o seu titular, o telejornal perdeu boa parte de sua audiência e, em sua última meia hora no ar, beira o traço e chega a ser ultrapassado pelos documentários da CNN Brasil. Recebendo em baixa, o Edição da Meia-Noite não conseguia crescer e empurrava toda a madrugada — que era encerrada com a reprise do J10 — para desempenhos abaixo da média.

Para tentar reconquistar o público notívago, a GloboNews apostou na madrugada de quarta (3) para quinta (4) em uma reapresentação do Edição das 18. Entre 1h30 e 3h30, quem sintonizou ao canal para assistir ao Em Pauta se deparou com o jornalístico de César Tralli — a reprise do noticioso comandado por Marcelo Cosme foi movida para a faixa das 4h, em uma tentativa de fazer o Em Ponto entrar no ar com melhores índices. Neste dia, o tradicional horário alternativo do J10 foi rifado da programação, sem nenhum esclarecimento para os assinantes.

A mexida, porém, não surtiu efeito, e o canal de notícias voltou a mexer na grade e não avisou nem mesmo para a equipe do Edição da Meia-Noite. Erick Bang, âncora do telejornal, encerrou a edição de quinta (4) para sexta (5) pedindo para que os telespectadores acompanhassem a reprise do Edição das 18. Mas não foi o jornal de César Tralli que entrou no ar: foi o Em Pauta, que retomou a sua faixa horária habitual. Às 4h, foi a vez da reapresentação do Jornal das 10 ressurgir na programação.

O assinante, coitado, acaba ficando perdido com tantas mudanças. Quem acessou o aplicativo Canais Globo, que transmite a GloboNews ao vivo, durante a madrugada desta sexta acabou se deparando com a informação de que o que estava no ar por volta das duas da manhã era o Edição das 18, assim como no dia anterior. Mas não era: assim como a equipe do Edição da Meia-Noite, os profissionais que atualizam a programação da plataforma não foram comunicados da nova modificação.

Grade voadora? Nem aplicativo da Globo sabe dizer o que está no ar na GloboNews (foto: Reprodução)
Grade voadora? Nem aplicativo da Globo sabe dizer o que está no ar na GloboNews (foto: Reprodução)

O TV Pop apurou que os executivos da emissora estão apreensivos com os resultados de audiência da próxima segunda (8), dia em que o Jornal das 10 perderá meia hora de duração para o retorno de jornalísticos pré-gravados. O tiro pode sair pela culatra: a medida, tomada para frear a queda de audiência do telejornal, foi respondida pela CNN Brasil, que estreará um noticiário ao vivo entre 23h30 e 1h30 da manhã. Ou seja: além da Record News, o canal corre o risco de sofrer nas mãos da “inconfundível”.

Nos bastidores, há uma movimentação para que Erick Bang passe a ficar ao vivo durante toda a madrugada a partir de segunda, numa espécie de contra-ataque ao novo horário do Agora CNN. A medida já havia sido debatida há alguns meses, mas foi abortada pelo alto custo e pouca perspectiva de retorno comercial. No entanto, a GloboNews não tolera derrotas e aproximações das rivais, por mais esporádicas que sejam, e tem reagido de forma rápida nos horários em que é ameaçada pelas concorrentes: não é raro que programas sejam encurtados e esticados com base nos resultados apresentados pela audiência em tempo real.

A reportagem procurou a Central Globo de Comunicação e perguntou se a série de modificações de última hora na programação da GloboNews estava sendo motivada pela queda de audiência do Jornal das 10 e se, de fato, há planos para que a reprise do noticiário deixe a grade de maneira definitiva. A emissora se limitou a dizer que o Jornal das 10 é “líder absoluto de audiência em seu horário entre os canais de notícias” e afirmou ter quase seis vezes mais público do que o Realidade CNN desde a estreia da faixa de documentários da concorrente, tendo 492% de vantagem.

Assista ao momento em que Erick Bang encerra o Edição da Meia-Noite anunciando a reprise do Edição das 18 — e logo depois é desmentido pela vinheta da própria emissora, que, corretamente, anunciou que o próximo programa a ser exibido era a reapresentação do Em Pauta:

Leia mais

© 2021 – 3 2 ZOOM Produtora – Todos os direitos reservados a TV POP